26.1.17

Necrópole romana de Dara poderá ser visitada












Uma necrópole romana, descoberta há oito anos durante escavações arqueológicas na antiga cidade de Dara, na província de Mardin, no sudeste da Turquia, abrirá ao público até ao final deste ano.

A necrópole, de época romana, onde centenas de pessoas foram enterradas juntas, foi descoberta na temporada de escavação 2009-2010, em Artuklu.

O Projeto de Reabilitação do Cemitério de Dara foi aprovado pelo Conselho de Preservação do Património Cultural e Natural de Diyarbakır, mas tem sido concretizado pelo Museu de Mardin.

O diretor do museu de Mardin, Nihat Erdoğan, revelou que os romanos fundaram a cidade de Dara no ano 507 d.C., e que "este é um cemitério que foi utilizado nos séculos VI e VII." Disse ainda que as escavações desenterraram muitos ossos humanos, e que, através do projeto de reabilitação da cidade de Dara, que também recebe apoio da Agência de Desenvolvimento de Dicle, as sepulturas de galeria, onde aconteceram cerimónias rituais, foram fechadas com vidro protetor e foram criadas rotas para visitantes. "Seis arqueólogos, quatro restauradores e dois antropólogos estão a trabalhar aqui. Encontrámos velas, garrafas de água e garrafas de lágrimas, que foram colocadas em túmulos na era pagã. Estes achados também serão exibidos no museu. Vamos manter os esqueletos no seu lugar original", acrescentou.

 Único no mundo

"Foram retratadas na entrada cenas com pessoas a recolherem ossos para cerimónias rituais. Isso pode ser visto nas paredes ou tetos de algumas igrejas e em outras estruturas. Mas neste lugar, podem ver-se os corpos enterrados e os relevos juntos. Isso é único no mundo ", acrescentou o diretor do museu.

Fonte: Huriyet Daily News