28.4.10

Exploradores dizem ter encontrado na Turquia uma parte da Arca de Noé

Um grupo de investigadores turcos e chineses dizem ter encontrado a Arca de Noé. O achado foi localizado no Monte Ararat, no Leste da Turquia, perto da fronteira com o Irão. Os exploradores, pertencentes a uma organização evangélica, identificaram uma estrutura de madeira antiga, com 4800 anos. A antiguidade já foi verificada através do método do carbono 14, um dos mais rigorosos que se conhece.



(Fonte: RTP)

27.4.10

Grupo evangélico clama descoberta da Arca de Noé no Monte Ararat


Um grupo de arqueólogos evangélicos da Turquia e de Hong Kong acredita ter descoberto a Arca de Noé no topo do Monte Ararat, na Turquia. A equipa diz ter encontrado pedaços de madeira com 4800 anos. "Não é 100 por cento seguro que seja a Arca de Noé, mas pensamos que seja 99,9 por cento", revelou Yeung Wing-cheung, um documentarista de Hong-Kong e membro da equipa composta por 15 elementos. Disse ainda que a estrutura tem vários compartimentos, talvez para albergar animais. Referiu também que localizaram um povoado nas imediações, a cerca de 3500 metros de altitude. Yeung adiantou ainda que vai ser pedido ao governo turco que solicite o estatuto de Património da Unesco para garantir a protecção do local durante as escavações arqueológicas.
A Bíblia narra que Deus decidiu inundar o mundo por causa da perversidade humana, mas decidiu poupar Noé, o único homem justo da sua geração, e a sua família. Disse a Noé para construir uma arca e enchê-la com a sua família e um casal de todas as espécies de animais do mundo. Quando Deus decidiu interromper o dilúvio, a arca parou numa montanha, que muitos acreditam ser o Monte Ararat, o ponto mais alto da região. A história é contada em Gênesis 6-12[1][2], assim como no Alcorão e em outras fontes.

(Fonte: Hürriyet e Wikipédia)