11.3.09

História de Istambul recuou 6000 anos

Arqueólogos descobriram em Istambul um túmulo que prova que a cidade é 6000 anos mais antiga do que se pensava.
Os esqueletos de dois adultos e de duas crianças enterrados juntamente com recipientes cerâmicos e outros artefactos foram descobertos em Yenikapı, no local onde está projectada uma linha férrea.
Segundo İsmail Karamut, director do Museu Arqueológico de Istambul e também um dos directores da escavação, foram detectados vestígios de habitações construídas com troncos de árvores e, junto ao povoado, num pântano, foram encontrados pequenos objectos, peças de madeira e ossos. De acordo com İsmail Karamut, tudo aponta para a existência de um povoado neolítico na península histórica de Istambul, onde habitaram pessoas que se dedicavam à agricultura e à pesca.
Os historiadores acreditavam que Istambul tinha sido povoada pela primeira vez em 700 a.C., mas estas descobertas revelaram um passado mais distante.
Já tinham sido encontrados anteriormente vestígios neolíticos em dois subúrbios de Istambul nos anos 50 e 80 do século XX, mas este foi o primeiro achado no coração histórico da cidade. Acredita-se que a datação do povoado se situa entre 6400 a.C. e 5800 a.C., muito antes da formação do Estreito do Bósforo e quando o Mar de Mármara era ainda um lago.
Os primeiros habitantes de Istambul terão vivido em ambas as margens de um rio que nessa altura passaria por Yenikapı.
Inicialmente, as escavações arqueológicas em Yenikapı estavam pensadas para durar seis meses, mas já duram há quatro anos. Com a pressão para que os trabalhos arqueológicos acabem e dêem lugar ao projecto da linha férrea, os arqueólogos muitas vezes trabalharam em turnos durante 24 horas. Os custos do atraso da construção ainda não foram contabilizados.
A escavação em Yenikapı atingiu agora a rocha mãe, e não se esperam muitas mais descobertas. Ainda decorrem trabalhos de remoção de grandes quantidades de lama de um pântano que preservou alguns dos mais antigos artefactos de madeira jamais encontrados.

Ver também: Importantes descobertas arqueológicas no Mar de Mármara.

3 comentários:

Quico disse...

Olá, princesa da Anatólia! Continua tudo bem por aí? Sabes que o Mar da Mármara, quando era um lago, o Ventor fazia corridas ao lado de Diana, nas suas margens? Sabes que haviam por aí chorões, nos riachos que alegremente se dirigiam para o lago?
Imagina tu, Diana, a bela amiga do Ventor a querer ensiná-lo a caçar!
Às vezes andamos por aqui, mas o Ventor não está com muito tempo para te dizer olá mais vezes e eu nem sempre tenho o computador disponível. Ele fecha-mo!
Beijinhos nossos

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa semana.
bjs

aguardo sua visita :)

Ignotu disse...

Tão antiga e cheia de história já é!
Mais uma razão para cedo começar a ler os livros que me esperam sobre a história de Istambul