18.1.07

Barragem com 3000 anos está de novo em funcionamento

Barragem com 3000 anos está de novo em funcionamento

Em Alacahöyük, uma aldeia turca com 2500 habitantes, camponeses e arqueólogos celebram uma conquista única: uma barragem com 3246 anos, que esteve enterrada na lama até 2002, está de novo em funcionamento para irrigar campos agrícolas.


Esta barragem é um legado dos Hititas, que governaram vastas áreas do Médio Oriente entre 2000 a.C. e 1000 a.C., lutaram contra o faraó Ramsés II, entre outros, e construíram algumas das maiores cidades daquela época no coração da Anatólia.
Desde o início do século XX que arqueólogos investigam os vestígios de uma cidade real na entrada de Alacahöyük, localizada a cerca de 160 quilómetros a Este de Ancara. A barragem, no entanto, só foi descoberta em 2002, quando uma equipa de arqueólogos da Universidade de Ancara iniciaram uma nova escavação em terrenos pantanosos, localizados a cerca de dois quilómetros da entrada da aldeia. Com o apoio do Governo e das autoridades locais, a equipa removeu 2,5 milhões de metros cúbicos de lama para recuperar a barragem, que, depois de alguns trabalhos de restauro, foi posta a funcionar.
A barragem foi construída numa colina estéril rodeada por álamos, e possui um reservatório com capacidade para 30 000 metros cúbicos de água proveniente de uma nascente subterrânea. Apresenta ainda uma piscina de purificação que torna a água potável, bem como canais de irrigação. "É a única barragem no mundo que foi restaurada e posta a funcionar de acordo com o seu objectivo original, 3240 anos após a sua construção [...]. Isto é verdadeiramente único", disse o arqueólogo Aykut Çinaroğlu, director das escavações. Explicou ainda que esta barragem foi a única que sobreviveu de entre dez outras barragens construídas pelo rei hitita Tudhaliyas IV, em 1240 a. C.. O rei ordenou a construção das barragens, depois de ter sido forçado a importar trigo do Egipto para salvar o seu povo da fome, depois da seca ter atingido as culturas da Anatólia.
A parede da barragem, de pedra e de barro natural, foi construída de forma tão perfeita que os peritos dizem fazer lembrar as técnicas actuais de construção. "A única diferença é que hoje utilizamos cimento em vez de barro, embora o barro ainda seja utilizado na construção de algumas barragens", disse a arqueóloga Duygu Çelik.

15.1.07

Descoberta de 120 Povoados no Sudeste da Anatólia

Investigadores do projecto TAY (Povoados Arqueológicos da Turquia), descobriram 120 povoados antigos em vários locais do Sudeste da Anatólia.

Alparslan Ceylan, o director do projecto, pensa que as 120 áreas de povoamento, que incluem um templo e várias fortalezas, deverão corresponder à Idade do Ferro. A inventariação de um total de 480 povoados antigos nessa região, incluindo os sítios recém descobertos, também fez parte do projecto, que está a decorrer desde o último ano e meio. Alparslan Ceylan e a sua equipa fizeram 7500 quilómetros no âmbito deste projecto, que mais uma vez provou a abundância de vestígios arqueológicos na Anatólia. "Só o facto da existência de 480 áreas de povoamento no Sudeste da Anatólia, constitui a prova maior da riqueza histórica da Anatólia", disse Alparslan Ceylan. Entre os sítios mais importantes descobertos pelo projecto TAY, está uma fortaleza da Idade do Ferro, localizada no sítio denominado Ağababa, em Tercan, na província de Erzincan, e uma fortaleza e um templo com os altares intactos, ambos localizados em Erzincan.

5.1.07

Foram Descobertas Gravuras em Göbeklitepe


Uma equipa de arqueólogos que desenvolve trabalhos de investigação no complexo funerário de Göbeklitepe, localizado na cidade de Şanlıurfa, no Sudeste da Turquia, descobriu relevos de figuras humanas, escorpiões, cobras e pássaros selvagens em monólitos do período Neolítico. O director das escavações, Klaus Schmidt, do Instituto Alemão de Arqueologia de Berlim, disse que o monumento de Göbeklitepe, com 11 000 anos, foi edificado por caçadores-recolectores. "Durante as escavações deste ano, descobrimos figuras humanas sem cabeça, o que corresponde à primeira descoberta de figuras humanas desde que os trabalhos foram iniciados há 12 anos. Estas descobertas dão-nos pistas importantes sobre o futuro das escavações". Disse também que as escavações em Göbeklitepe, revelaram uma arquitectura monumental e um avançado mundo simbólico dos grupos de caçadores que existiam antes do período de "transição para a produção". Revelou igualmente que descobriram os restos de cerca de 20 estruturas redondas ou elípticas com 30 metros de diâmetro. De acordo com Schmidt, as figuras de animais nos monólitos desenterrados este ano em Göbeklitepe, têm características diferentes. Também já tinham sido registadas anteriormente figuras similares em Çatalhöyük, mas com uma datação 2 000 anos mais recente.